dez 1, 2011

Sol, Vitamina D e Esclerose Múltipla

Sol, Vitamina D e Esclerose Múltipla

Prof. Dr. Paulo Rogério Mudrovitsch de Bittencourt, PhD

(texto compilado e resumido em novembro de 2011, a partir de artigos publicados na revista Neurology durante o ano, e da Wikipedia em inglês).

As estações do ano

A atividade da esclerose múltipla, ou seja, a intensidade da ocorrência de novas lesões desmielinizantes, varia com as estações do ano em vários locais do mundo. A atividade da doença atinge um pico no fim da primavera. Existe um relação de 1.43 entre a frequência de EM em maio e novembro no hemisfério norte. No hemisfério sul não temos dados, mas as épocas devem ser de pico na nossa primavera, em setembro, e de menor atividade nos nossos outonos, em abril e maio. Talvez esta variação seja relacionada com exposição a infecções virais, com níveis séricos de vitamina D, ou com a exposição ao sol.

Este conteúdo é restrito a profissionais, estudantes e pesquisadores. Se você é um usuário cadastrado, por favor faça login. Novos usuários podem se registrar abaixo.

Login para Assinantes
 Lembre-me  
Esqueceu a senha? Clique aqui para reiniciar
Registro de novos usuários
*Campo obrigatório

Este post é protegido por senha. Digite a senha para ver os comentários.