Depois de 6 anos a frente da clínica se encaminha para a normalidade. Compare a foto do projeto abaixo, a imagem deste texto e a principal com cuidado. A principal é após o rebaixamento da marquise. Após tentar de todas as maneiras com o arquiteto, esperamos a perícia judicial e baixamos a marquise, que agora está inclinada para a frente, para diminuir os vazamentos que ocorriam justo na minha sala e na recepção. A água da chuva era drenada para trás. Veja na parede azul do lado esquerdo a sombra da sujeira que mostra a altura que ficou a marquise até a semana passada, desde 2012. Na foto aqui do texto a diferença de inclinação da marquise é óbvia. A má visualização do painel de vidro obrigou a colocação do nome da clínica no cantinho.

O Governo Beto Richa, Hemobanco, UNIMED, DAPI, emissários de Dona Arlete Vilela Richa, Randas Vilela Batista, atacaram Santa Dimpna, a menina mártir de incesto, padroeira dos epilépticos, dos paralíticos e dos doentes mentais. Tenho dificuldade de aceitar que meu amigo de infância arquiteto Gastão Lima tenha executado

este erro sem querer. A reforma de 2012 era uma reforma de aparências, e ele estragou justamente a frente da clínica. Eu havia trazido fotos de Londres, onde elegantes marquises de alumínio são usadas por sobre prédios muito antigos em todo canto. Como antigamente eram as de latão. Eu queria que fosse uma coisa discreta de alumínio. Ficou um brucutu de ferro, 15% maior do que o programado. Tão grande que precisou derrubar uma árvore que não era para estar no caminho. Não serviu a nenhum propósito; a marquise elevada impedia a visualização do painel onde deveria ter ido o nome da clínica.

Na época, calmo, contemporizando, tentando não criar e resolver o problema, precisando abrir logo a clínica, eu aceitei o erro de 15%, que me custou 15% a mais, paguei a diferença, a só depois fui entender que a drenagem para trás produzia alagamentos da minha sala e da recepção em grandes chuvas (!!!!!). Tentamos – eu, uma secretária amiga do Gastão, os outros envolvidos na construção, advogados – e nunca conseguimos nem conversar com o arquiteto Gastão Lima, nem para eu mesmo pagar a reforma. Só após a perícia judicial é que a reforma, não o prejuízo inestimável, começa a ser reparado. O que tem Gastão Lima a ver com incesto? Terá o mal que ele me fez algo a ver com sua escolha para ser o arquiteto do Hard Rock Café, construído em imóvel dos proprietários do Hospital Santa Cruz, da família Slaviero?

Dr Paulo Bittencourt

 

 

Image courtesy of Dr. Paulo Bittencourt | Dimpna
Compartilhe este artigo: