Créditos de imagem: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=5238354.

Mártires com o nome Teodoro, presente de Deus, São Teodoro, aparecem já no ano 130, e tornam-se estabelecidos certamente a partir do século V; hoje são mais importantes na cristandade ortodoxa. Existem várias figuras históricas, duas mais importantes; a que mais nos interessa é Teodoro de Amaséa, ou Teodoro Tiro, um jovem soldado romano martirizado por se revoltar contra a escravidão, principalmente de crianças e mulheres, e o paganismo; é patrono de Veneza com o Arcanjo Gabriel, a Virgem Maria e São Marcos; é patrono dos capuchinhos. Noto que Veneza era uma capital do mundo antigo, quando Roma estava tomada por bárbaros e islâmicos.

Em Teodoro Tiro, o sufixo Tiro quer dizer “recruta”, como já foi usado em Tiro de Guerra no exército brasileiro. Suas histórias incluem o milagre de salvar uma criança que havia sido vendida  como escravo aos ismaelitas; salvar sua mãe das mandíbulas de um dragão; se recusar a participar de uma cerimônia pagã, e tocar fogo em um templo de Cibele, quando foi martirizado próximo a Amasia, e Pontus, em Euchaita, na Turquia.

A Abadia de Glastonbury e a Igreja de Thorney, Cambridge dizem que tem suas relíquias em torno do ano 1000; assim como a 4ª Cruzada no ano 1200; o Inventário Clairvaux e vários lugares nobres da França em 1600 e 1700; e seu corpo decapitado é ceritificado como enterrado tanto no El Escorial em um leito de prata, cristais, ouro e gemas variadas após o reino de Felipe II, que quase transferiu o Vaticano para ali. Mas existem duas tumbas em Veneza, uma na Igreja de São Salvador.

São Teodoro considerava o sangue como poluidor, uma diferença fatal entre as igrejas oriental e ocidental, e era completamente contra o paganismo, inclusive o uso de símbolos. Conforme os concílios foram evoluindo o milagre do dragão foi sendo passado para São Jorge na cristandade ocidental, e seus milagres foram divididos em 2 Teodoros. Após o Concílio Vaticano II, seu dia passou para 9 de novembro, enquanto o original no mundo ortodoxo é 8 de fevereiro, uma data muito mais nobre. João Paulo II cedeu o uso da Igreja de São Teodoro em Roma aos ortodoxos. São Teodoro é o patrono dos soldados, dos matadores de dragões, cuidadores de crianças e mulheres que homens tentam escravizar, todos assuntos do óbvio interesse de Damazo Corrêa de Bittencourt, que tinha razões de sobra para escolher seu nome para seu Theatro São Theodoro em Curityba.

Dr Paulo Bittencourt

imagem By Edal Anton Lefterov – Tyron and Stratilates from Kremikovci, CC BY-SA 3.0, Saints Theodore Tyron and Theodore Stratilates a fresco from Kremikocvtsi Monastery, near SofiaBulgaria Photo by B. Khurtsilawa