Cientistas americanos relataram que retardar a paternidade pode trazer vantagens, já que pais e avôs mais velhos podem ser geneticamente programados para viver mais, e tem filhos que vivem mais, devido a uma programação do DNA espermático, conforme publicado pela editora de saúde Michelle Roberts, da BBC News, em 12 June 2012.

Os telômeros ficam no fim dos cromossomos e guardam nosso DNA. Em geral um telômero curto indica vida curta. Como o pedaço de plástico no fim de um cordão de laço de tênis,  telômeros protegem o canto dos cromossomos de dano. Na maior parte das céulas eles encurtam com a idade até não conseguir mais replicar. Porém, no esperma, isto não ocorre, o que permite que homens de mais idade passem seu DNA com longos telômeros.

Um estudo feito nas Filipinas e publicado no Proceedings of the National Academy of Sciences em 2012, do Dr Dan Eisenberg e colegas da Northwestern University, mostrou que o aumento dos telômeros era proporcional não só à idade dos pais como também à dos avôs. Embora esta idade avançada aumente o risco de gravidez interrompida, traz benefício para tecidos e funções que envolvem crescimento celular rápido, como o sistema imunológico e a pele, e pode melhorar o tempo de vida. Porém as desvantagens de ter longos telômeros não foram verificadas.

Dr Paulo RM de Bittencourt

 

Compartilhe este artigo: